segunda-feira, 18 de junho de 2018

Cattleya nobilior var. amaliae

A Cattleya nobilior var. amaliae é uma bonita variedade desta magnífica espécie. Embora com algumas semelhanças entre a Cattleya nobibior e a Cattleya walkeriana, a Cattleya nobilior destaca-se claramente por ser uma planta bifoliada e ainda por algumas diferenças nas flores, sobretudo pelo seu peculiar labelo. É uma planta um pouco mais exigente no seu cultivo mas merece bem o esforço, especialmente quendo somos beneficiados com estas deslumbrantes florações.

Família: Orchidaceae     Género: Cattleya     Espécie: nobilior    var. amaliae

Habitat natural: É uma espécie epífita que vegeta sobre os troncos rugosos de árvores, sempre bem exposta à luz solar, no alto de falésias, beneficiando de excelente circulação de ar, em altitudes que oscilam entre os 150 e os 700 metros. Esta variedade da Cattleya nobilior é proveniente dos Estados de Goiás e Tocantins, no Brasil.




Cultivo: É uma espécie que requer temperaturas bem quentes o ano todo, não tolerando estar exposta ao frio durante o Inverno. Esta planta está montada num pedaço de madeira rugoso e é cultivada na minha estufa aquecida, no local com maior exposição de luz, com excelente arejamento e com bom nível de humidade do ar durante a Primavera e Verão. 
Rego com frequência (3 a 4 vezes por semana) na segunda metade da Primavera, Verão e primeira metade do Outono. Durante os restantes 5 meses do ano é importante proporcionar-lhe um prolongado stress hídrico, regando apenas o necessário para não desidratar a planta. Com o tempo frio e chuvoso deve mesmo suspender-se todas as regas.
Fertilizo com o Akerne Rain Mix, duas vezes por semana, sempre com doses pouco concentradas, com apenas cerca de metade da dose que vem na informação descrita no produto. Durante o período de stress hídrico suspendo todas as fertilizações.

Referências bibliográficas: 

http://orchidspecies.com/cattwalkerianavarnobilior.htm

http://wcsp.science.kew.org/namedetail.do?name_id=346366

Sem comentários:

Enviar um comentário