sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Maxillaria rupestris



 
A Maxillaria rupestris, com algumas caraterísticas semelhantes com Maxillaria picta, apresenta também alguma variabilidade na forma e nos padrões das suas florações. Este meu exemplar apresenta flores muito delicadas, sobretudo no que toca às suas cores muito suaves, sendo uma variedade de flores semi-albas.
 
Família: Orchidaceae        Género: Maxillaria       Espécie: rupestris
 
Habitat natural: Espécie de pequeno a médio porte, que se desenvolve de forma litófila, ocasionalmente como epífita, nas florestas de baixa e média altitude, em alguns dos estados orientais do Brasil.
 
Cultivo: Vaso médio, em substrato para epífitas, composto por uma mistura à base de casca de pinheiro de média granulometria, alguma argila expandida (15 a 20%) e perlite (5 a 10%). Opcionalmente pode adicionar-se também alguma fibra de coco.
Está na estufa temperada-quente, em ambiente sombreado, com boa ventilação e elevado grau de humidade.
Rego apenas o necessário para manter o substrato ligeiramente húmido, adequando as regas conforme as estações do ano.
Fertilizo com o Akerne Rain Mix, duas a três vezes por semana, com cerca de metade da dose indicada pelo fornecedor, a partir do início da Primavera, até meados do Outono. Suspendo as fertilizações no restante período do ano.
 
Referências bibliográficas: Internet Orchid Species Photo Encyclopedia

Sem comentários:

Enviar um comentário