sábado, 8 de janeiro de 2011

Cattleya percivaliana



Comprei esta Cattleya há 3 anos atrás e há um ano surgiu o primeiro e único botão que, graças à "gentileza" de um caracol que por aqui andava, não cheguei a ver a flor. Este último Natal prendou-me com esta bela floração e daí a característica de, popularmente, em algumas regiões, ser conhecida por Cattleya do Natal.
Endémica da Venezuela, esta espécie de médio porte apresenta pseudobolbos com aproximadamente 10cm, sendo unifoliada, de folhas coriáceas de 15/20cm e de forma oblonga e elíptica. Do topo dos pseudobolbos surgem belas florações, com uma a duas flores por haste e ricamente coloridas.
Deve cultivar-se em substratos próprios para orquídeas epífitas, em ambientes com muita luz mas sem sol directo, suportando temperaturas moderadas e mesmo com algum frio durante o Inverno, devido a ser uma planta que, no seu ambiente natural, cresce entre os 1300 e os 2000 metros de altitude.

9 comentários:

  1. bem bonita amigo Américo afinal também se dão por essas bandas não e assim tão frio como o Américo dizia aqui na zona de Sintra se-calhar e mais fria um abraço e bom Domingo.

    ResponderEliminar
  2. Linda!

    Esse labelo é fantástico. Parabéns pela floração.

    ResponderEliminar
  3. Também já tive amigos caracóis como esse.
    São muito bonitas.
    O Orquidófilo é um jardineiro paciente!
    :-)

    ResponderEliminar
  4. Olá a todos os que vão ler este comentário neste blogue ou noutro muito bom como este. Pois é, estou encantado com todos estes posts bem feitos, quase que desenhados. Pois, eu gostava de fazer igual, mas não consigo. O meu dilema agora é cozinhar… A vida é dura e obrigou-me a morar sozinho, e a cozinha não é de todo o meu local favorito. Mas estou a tentar conhecê-la, mas as aventuras têm sido imensas. Fiz um blog humilde para colocá-las em forma de crónica pouco extensas. Gostava muito que todos vocês o visitassem e se possível o seguissem. É que tentar cozinhar e depois não ser ajudado, é algo muita mau.
    Cumprimentos a todos!

    http://tenhosalfaltamecolher.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. Caro Américo parabéns pela maravilhosa orquídea.
    Suas plantas sempre lindas. Gostaria por favor que você me sugerisse um adubo.
    Abraços

    Lella

    ResponderEliminar
  6. Cara Lella,
    nas minhas orquídeas costumo aplicar, pulverizando as folhas, quinzenalmente, um adubo foliar, uma quinzena um adubo próprio para crescimento, outra quinzena um adubo próprio para floração. Este adubo eu compro, via Internet, a um produtor francês(Marcel Lecoufle) cujo site eu indico na lista de sites do meu blog. Contudo hoje existem muitas opções no mercado e no site http://www.luso-bonsai.com pode também econtrar bons produtos.
    Nas orquídeas terrestes (Cymbidiuns, Zygopetaluns...) costumo aplicar um adubo granulado composto da marca "Boskot", com as doses indicadas na embalagem, apenas de 6 em 6 meses.
    De qualquer das formas, é sempre importante a aplicação alternada de adubos que favoreçam o crescimento e a floração, independentemente da marca.

    ResponderEliminar
  7. PARABÈNS
    Essa é/está um espectáculo
    Tenho 2 semi-albas mas ainda vou ter de esperar uns aninhos até ter uma floração dessas.
    Tem crescido bem mas como vieram seedling ainda vão demorar

    ResponderEliminar
  8. Esta especia de Cattleya es fantastica y nos da un poco de color en el hivierno cuando las otras especies del genero no florecen mucho...
    Tu clone esta perfecto, colores bien obscura en el labelo y forma perfecta de la flor. Muchos clones de esta especie no abren por completo sus flores pero la flores de este clone si se abren bien asi que cuidala mucho !!! Felicitacion y Hasta pronto, Edouard.

    ResponderEliminar
  9. Edouard
    Comprei este clone de Cattleya percivaliana nas estufas do Marcel Lecoufle, em Paris.
    Até breve
    Américo

    ResponderEliminar