quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Gastrochilus japonicus


 
O meu Gastrochilus japonicus agora resolveu mudar de hábitos e passou a florir, pelo segundo ano consecutivo, uns meses mais tarde, nos finais do Outono, já com o Inverno aí a espreitar.
Esta extraordinária planta epífita, nativa do Japão, Hong Kong e Formosa, é uma orquídea miniatura de muito fácil adaptação ao nosso clima, mesmo nas regiões mais frias, desde que cultivada em estufa temperada.
Deve ser cultivada montada numa placa de cortiça, com regas e fertilizações regulares ao longo de todo o ano, sendo estas mais frequentes nas estações mais quentes e secas. Gosta de ambientes com luz moderada, nunca recebendo sol direto.

8 comentários:

  1. Que linda , até parece aquelas flores artificiais
    de plástico , muito linda.
    tenha uma boa semana.
    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Simone,
      Além da sua perfeição, podemos apreciar a sua beleza durante várias semanas seguidas.
      Uma boa semana para si também.
      Um abraço

      Eliminar
  2. Concordo com a Simone: é de uma beleza incrível (lindos detalhes miúdos)!
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jalo, é um prazer enorme a sua visita. Obrigado pelo comentário.
      Um abraço

      Eliminar
  3. Quantas flores, lindas mesmo. Eu tenho um G. bellinus, mas ele nunca foi tão abundante floração. Parabéns Américo. Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Angel,
      Eu também tenho um bellinus e acontece a mesma coisa. O japonicus é sempre uma planta com florações mais densas.
      Um abraço

      Eliminar
  4. Eu ainda vou ter um.
    Está maravilhoso, que belo cultivo.
    Parabéns Américo.
    abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Elisabete, é uma orquídea magnífica e vale mesmo a pena ter uma. E ocupa pouco espaço no orquidário.
      Um abraço

      Eliminar