sexta-feira, 27 de janeiro de 2023

Dendrobium speciosum var. pedunculatum

O Dendrobium speciosum var. pedunculatum é uma bonita forma desta espécie, que se destaca pelos pseudobulbos muito mais curtos do que a espécie tipo e as hastes florais bem longas e compostas por inúmeras pequenas flores. Possui um perfume maravilhoso.

É proveniente da Austrália (New South Wales e Victoria), sendo uma planta a ser cultivada em ambientes temperados e necessitando de um longo período de repouso durante o Inverno, para florescer com regularidade. Na fase de desenvolvimento dos novos pseudobulbos, o substrato deve ser  mantido sempre ligeiramente húmido e devem ser retomadas as fertilizações regulares.




Referências bibliográficas:

Dendrobium speciosum subsp. pedunculatum | Plants of the World Online | Kew Science

quinta-feira, 22 de dezembro de 2022

Paphiopedilum insigne f. sanderianum

O Paphiopedilum insigne f. sanderianum é uma belíssima e muito rara forma da espécie tipo. O Paphiopedilum insigne é uma espécie encontrada na Índia, Nepal, Bangladesh e noroeste da província de Yunan, na China. Aí se desenvolve em afloramentos calcários, em florestas cujas altitudes podem oscilar entre os 1000 e os 2000 metros. 

Deve ser cultivado em ambientes temperados a frios, num substrato para epífitas, com algum húmus. O ambiente de cultivo deve ser sombreado, com elevado teor de humidade relativa e boa ventilação. O substrato deve manter-se sempre ligeiramente húmido, adequando as regas às diferentes estações do ano. Fertilizar com alguma regularidade, sempre com doses pouco concentradas.



Referências bibliográficas:

IOSPE PHOTOS (orchidspecies.com)

Paphiopedilum insigne f. sanderianum | Plants of the World Online | Kew Science

sábado, 17 de dezembro de 2022

Bulbophyllum crassipes

O Bulbophyllum crassipes é uma espécie epífita, nativa da Tailândia, Vietname, Birmânia, Laos, Ilhas Andaman, parte da China (Himalaias) e de algumas províncias da India. Desenvolve-se sobre os troncos das árvores, em florestas situadas entre os 1100 e os 1200 metros de altitude.

Cultivo esta planta na estufa temperada, num vaso pequeno e em substrato para epífitas. O local de cultivo é sombreado, bem ventilado e com elevado teor de humidade relativa. Rego as vezes necessárias de forma a manter o substrato apenas ligeiramente húmido, ao longo de todo o ano. Evitar encharcamentos ou substrato excessivamente molhado. Fertilizo duas a três vezes por semana, com o Akerne's Rain Mix. Durante o Inverno suspendo as fertilizações.




Referências bibliográficas:

IOSPE PHOTOS (orchidspecies.com)

Bulbophyllum crassipes Hook.f. | Plants of the World Online | Kew Science

quarta-feira, 7 de dezembro de 2022

Dendrobium microbulbon

O Dendrobium microbulbon é uma espécie miniatura, que se desenvolve como planta epífita, em florestas decíduas e semi-perenes, à volta dos 1200 metros de altitude. Pode ser observada, no seu estado natural, no Oeste da Índia. No meu espaço, floresce sempre em pleno Outono.

Cultivo esta planta na estufa temperada, montada numa pequena placa de cortiça, em ambiente moderadamente sombreado, mas com excelente luminosidade. O ambiente de cultivo possui ventilação permanente e em elevado teor de humidade relativa. Suporta temperaturas frescas, com mínimas à volta dos 8 a 10 graus. 

Na época de desenvolvimento dos novos pseudobulbos, rego com uma frequência quase diária, até à sua completa maturação. A partir daí reduzo significativamente o número de regas, proporcionando um período de repouso durante o Inverno. Fertilizo com o Akerne's Rain Mix, duas a três vezes por semana, com apenas metade da dose indicada pelo fornecedor, para cada litro de água.



Referências bibliográficas:

IOSPE PHOTOS (orchidspecies.com)

Dendrobium microbulbon A.Rich. | Plants of the World Online | Kew Science

terça-feira, 15 de novembro de 2022

Trichoglottis atropurpurea

A Trichoglottis atropurpurea é uma espécie epífita, nativa das Filipinas, desenvolvendo-se em florestas tropicais de baixa altitude, quentes e húmidas, desde o nível do mar até aos 300 metros de altitude. Na minha estufa, floresce sempre no final do Verão e durante o Outono.

É cultivada na estufa temperada quente, em local com excelente luminosidade, mas sem sol direto, com elevado teor de humidade relativa e boa ventilação. Está montada num pequeno cesto suspenso, sem qualquer substrato, tal como as Vandas. Durante as épocas mais quentes e secas do ano é regada quase diariamente, reduzindo drasticamente as regas se o tempo for frio e chuvoso. Aplico o fertilizante Akerne's Rain Mix, duas a três vezes por semana, diluindo em cada litro de água apenas metade da dose indicada pelo fornecedor (1 grama para cada 4 litros de água). Durante o Inverno suspendo todas as fertilizações.



Referências bibliográficas:

IOSPE PHOTOS (orchidspecies.com)

Trichoglottis atropurpurea | Plants of the World Online | Kew Science

terça-feira, 8 de novembro de 2022

Elleanthus capitatus

A Elleanthus capitatus é uma belíssima orquídea, a cultivar em ambientes temperados quentes e com elevado teor de humidade relativa. É nativa em diversos países da América Central e da América do Sul, como o México, Guatemala, Honduras, Belize, Nicarágua, El Salvador, Honduras, Costa Rica, Panamá, Equador, Peru, Colômbia, Venezuela, Bolívia, Guiana, Guiana Francesa, Suriname e o Brasil, podendo desenvolver-se de forma epífita, litófila ou terrestre, em florestas situadas entre os 40 e os 3800 metros de altitude.



Referências bibliográficas:

IOSPE PHOTOS (orchidspecies.com)

World Checklist of Selected Plant Families: Royal Botanic Gardens, Kew